CodeBlogLogo CodeBlog

10 dicas para iniciantes em PHP

10 dicas para iniciantes em PHP

187637
Allain Estevam

Iniciar em uma nova linguagem de programação nem sempre é uma tarefa fácil, não é? Pois bem, vamos com este artigo tentar minimizar os problemas que você pode passar e facilitar mesmo que um pouco o seu caminho nesta linguagem que é apaixonante.



Para quem não conhece, PHP é a linguagem de programação mais usada nos servidores de internet. Muitos projetos robustos foram feitos em PHP, a exemplo: Facebook, Wordpress, Joomla, Magento entre outros.


Há quem diga que PHP é uma linguagem pobre, sem organização. Esta afirmação era válida antigamente. Atualmente PHP é tão organizado e quanto JAVA ou outras linguagens com orientação a objetos. Portanto, tal afirmação já não se justifica mais.


Mas vamos lá as dicas que pretendo mostrar para você:


1 - Aprenda lógica antes de qualquer outra coisa


Você precisa entender como que as coisas funcionam. Aprender a programar sem saber lógica é impossível. A lógica de programação vai ampliar seu entendimento sobre como, por exemplo, os IFs funcionam. Como as estruturas de laços funcionam, entre outras coisas como operações matemáticas e etc. Depois que souber isto, aí estará apto a adentrar no mundo de PHP.


2 - PHP trabalha na internet


Diferente de programações desktop, PHP usa regras HTTP para pular de tela em tela. Regras como $_GET e $_POST. Leia sobre estas regras. Toda e qualquer mudança de tela, como este post que você lê agora, existe uma regra $_GET aplicada nele. O $_GET, é a indicação de onde e para onde vamos percorrer.


3 - Ler sem parar


Lembro de 2003-2004, quando foi meu primeiro contato com PHP. Eu lia muitos artigos, fazia muitos dos exemplos que encontrava. Este começo, foi essencial para minha caminhada como programador PHP.


4 - Faça cursos da linguagem


Eu fiz um curso na internet que foi como uma abertura de porta. Me mostrou muitas coisas que jamais imaginava. O tutor era bastante didático, e consegui aliar meu estudo por conta com o curso. Foi minha base de aprendizagem.


5 - Procure por um estágio na área


Depois de ter feito curso e estudado por conta própria. Chegou a hora de começar a trabalhar de fato na área. Foi uma excelente decisão. Os meus tutoriais que fazia, coisas pequenas que construía não eram suficientes para meu desenvolvimento pleno.


Nunca tive desafios, até por que não havia uma obrigação. Você poderia muito bem estudar por conta, fazer cursos e então pensar em construir algo para sua empresa, como um site, como um sistema. Mas eu não tinha esta obrigação. Portanto, a procura pelo estágio me trouxe esta obrigatoriedade de aprender para aplicar nas tarefas que me eram impostas. Meus primeiros salários nem sequer eram importantes, com o tanto que estava aprendendo só de conviver com outros programadores.


Pelos meus estudos e pelo curso, já entrei sem ser um "calouro", sabia algumas coisas e pude me aplicar ainda mais no trabalho.


7 - Tenha projetos pessoais


Depois de começar a estagiar, me estalou uma ideia. Que tal criar um site meu, tanto para aprender ainda mais, como para disseminar informações, foi quando criei o CodeBlog. E o que você poderia fazer? Crie um site para expor suas ideias, expor seu conhecimento ou para sua empresa, algo do gênero. Procure você por desafios.


8 - Servidor online para publicar seu site


Como PHP trabalha na internet, você vai precisar comprar um domínio para seu site. .com.br você compra no REGISTRO.BR. Além do domínio, você vai precisar de uma hospedagem de sites. Tem várias empresas que fornecem este serviço. Desde preços exorbitantes a preços camaradas. Aconselho a comprar primeiro uma hospedagem PHP que enquadre com suas necessidades. Indicamos hoje a Hospedagem PHP da InfoLink. Com datacenter no Brasil, seu site vai responder mais rápido.


9 - Cuidados com segurança


Atente-se para a segurança. Estude desde cedo este assunto. Você não imagina a quantidade de tentativas de invasão, quebras de senhas que acontecem diariamente aqui no CodeBlog. Teste todas as opções que podem acontecer em uma tela, preenchimento de campos de forma errada precisam ser tratadas para evitar brechas. Sistemas de login com testes a cada tela. Evite deixar formulários de uploads livres de acesso, teste também os tipos de arquivos que podem subir em seu servidor. Contate o pessoal da hospedagem PHP para ver o que eles fazem para melhorar a segurança também.


10 - Nunca pare de estudar


Bati nesta tecla por muitas vezes aqui no post. Mas é a mais pura verdade. PHP vem se atualizando durante toda a sua existência. Coisas novas surgem, coisas antigas e mal feitas saem, otimizações, segurança, tudo muda. Sua capacidade de aprendizagem e acompanhamento das novidades precisa ser constante. Não tenha medo de atualizar as coisas. Tenha medo de estagnar, aí que mora o perigo.


E aí, curtiu as nossas dicas? Vamos estudar a linguagem que me conquistou? Comente abaixo sobre seus problemas em aprender, sobre suas necessidades. 



Fonte: Oficina da Net

COMENTÁRIOS

Posts Relacionados!