CodeBlogLogo CodeBlog

Google Chrome não aceita mais anúncios feitos em Flash

Google Chrome não aceita mais anúncios feitos em Flash

4382
Allain Estevam

Vai começar! O Google Chrome deixa, a partir desta terça-feira (1), de exibir de forma nativa os anúncios desenvolvidos em Flash e outras aplicações.  O objetivo é melhorar a autonomia da bateria em notebooks, além de dar mais estabilidade no carregamento de páginas e diminuir o consumo de recursos da máquina.


A mudança, que tinha sido anunciada em junho, entrará em vigor após ter passado por uma bateria de testes na versão beta. O recurso já estava inserido no navegador do Google, mas era necessário alterá-lo nas configurações. Agora o conteúdo de anúncios em Flash será bloqueado por padrão.


A boa – ou má – notícia é que a atualização não vai afetar outros tipos de conteúdos, como os players de vídeo, segundo o Google. O bloqueio será de forma inteligente, sem pausar o conteúdo central da página, apenas a publicidade. Ou seja, um vídeo ou um jogo que estiver em Flash continuará funcionando, mas os banners serão bloqueados. 


A mudança não afetará o AdWords. Como uma boa carta na manga, o Google desenvolveu uma ferramenta que converte automaticamente os anúncios enviados em Flash para o formato HTML5. Dessa forma, apenas a publicidade que não é controlada pela companhia será afetada. 


A atualização do Chrome é mais um indício de que o plugin está com o fim decretado. A novidade chegará com outro recurso para evitar o uso do Flash: o bloqueio na reprodução automática de vídeo.


Um dos poucos serviços que ainda utilizam o Flash, a plataforma de streaming Netflix também já prepara a mudança. Em laptops, os filmes e séries passaram a ser executados em HTML5 no ano passado, o que indica que não deve demorar até que PCs e outros dispositivos também deixem de suportar o software.

COMENTÁRIOS

Posts Relacionados!